OPINIÃO: Não se faz mais oposição como antigamente. Cadê a CPI do Semasa?

OPINIÃO: Não se faz mais oposição como antigamente. Cadê a CPI do Semasa?

Postado por: Minha Região ABC

Na reabertura dos trabalhos da Câmara dos Vereadores de Santo André, manifestantes tomaram as galerias, protestando pela falta d´água no município. A gritaria foi tanta que impediram os discursos dos vereadores e a sessão teve que ser interrompida. Após a retomada, os manifestantes dispersaram e os parlamentares puderam assim realizar suas falas. Mas pouco se falou da crise hídrica do município ou da abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito).

Cogitada pelo vereador Sargento Lobo (SD), a abertura da CPI não contou com nenhum apoio dos vereadores presentes na sessão, que evitaram tocar no assunto. O vereador Eduardo Leite (PT) realizou um requerimento ao Ministério Público para que investigasse eventual conduta da Sabesp. No entanto, a própria Câmara, por meio de uma CPI, teria o poder de investigação no caso.

A pergunta que não quer calar é: porque a oposição não articulou a abertura de uma CPI? Bastavam sete votos apenas para a instauração da comissão para investigar a crise hídrica.

Ano passado, o então governador de São Paulo, Márcio França (PSB), cogitou a possibilidade de a Sabesp assumir o controle do Semasa em troca da dívida de cerca de R$ 3,5 bilhões, nos moldes como aconteceu com Diadema. O prefeito Paulinho Serra ficou de estudar, mas com a chegada das eleições o assunto esfriou.

Em dezembro, PT e PSDB, históricos oponentes políticos, firmaram aliança e votaram juntos para a eleição da Presidência da Câmara. Pedrinho Botaro (PSDB) e Bete Siraque (PT) ganharam juntos, ele presidente e ela, vice.

Abrir uma CPI para investigar o Semasa seria abrir a caixa de pandora de Santo André? Deixe sua opinião.

PRESENTE DE GREGO
Em dezembro do ano passado, o prefeito Paulinho Serra (PSDB) acertou, sabe-se de bastidores, a nomeação do então presidente da Câmara, vereador Almir Cicote (Avante), para a Superintendência do Semasa. Na terça-feira, o vereador não compareceu à sessão por motivos de saúde, internado na UTI, em observação, com fortes dores no peito. Cicote, diante da crise hídrica, desistiu do cargo.


Sobre o autor
Paulo Proieti é andreense, empresário e advogado especialista em relações do trabalho, além de curioso das contas públicas. Assinará uma coluna sobre gastos públicos no ABC para o portal MINHA REGIÃO ABC.

Nota da redação: Os textos na coluna são de total responsabilidade do autor.

0 2 211 08 fevereiro, 2019 Minha Região fevereiro 8, 2019

2 comments

  1. Charles Alencar

    Muito Bom ter esse tipo de materia, porque não e so não política, também não se faz mais hoje jornalismo investigativo como antigamente. Gostei Muito da matéria, uma CPI da Semasa certamente seria muito bom para esclarecer como a Semasa chegou a esse ponto e corrigir oque esta errado.

    Reply
  2. Charles Alencar

    Otima Materia, como foi comentado na matéria ja não existe oposição politica como antigamente! também ja não existe jornalismo investigativo como antigamente também. Uma CPI da Semasa certamente seria muito bom para esclarece como a Semasa chegou a esse ponto e corrigir oque esta errado. Infelizmente tem coisa errada nessa câmara municipal de Santo André, isso ai ta mais parecendo um grande Clube de Amigos

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *