População de Santo André volta a sofrer com falta de água em 2018

População de Santo André volta a sofrer com falta de água em 2018

Postado por: Minha Região ABC

A população de Santo André voltou a sofrer com falta de água, problema que afetou grande parte dos moradores entre 2014 e 2016, durante e após a crise hídrica paulista, na gestão de Carlos Grana (PT).

Agora, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) diz que a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) tem oscilado o envio de água para a cidade, alegação dada também durante o governo anterior.

A empresa municipal afirma que a situação vem ocorrendo desde a última sexta-feira. “O Semasa oficiou a companhia estadual solicitando providências urgentes no sentido de regularizar o fornecimento de água e, ainda, esclarecimentos sobre os problemas ocorridos”, diz nota divulgada ontem pela prefeitura.

A Sabesp informou que não houve alteração no envio de água para Santo André e que “a companhia encaminha o volume acordado com a gestão municipal para o abastecimento da cidade”.

Segundo a prefeitura, o problema tem sido mais frequente nos horários de maior consumo, ou seja, entre 11h e 18h, causando falta de água para alguns bairros do município, especialmente os atendidos pelo sistema Rio Claro, que ontem tinha 69,3% de armazenamento.

O município diz que nos horários de alto consumo a vazão enviada baixou de uma média de 2 mil litros por segundo para mil litros por segundo, chegando a zerar em alguns momentos.

“As equipes do Semasa têm atuado para amenizar os problemas aos munícipes, no entanto, ainda não há previsão para normalização da situação, que depende exclusivamente da regularização do envio de água pela Sabesp”, diz a prefeitura.

Os setores de reservação afetados são: Gonzaga, Parque das Nações, Erasmo Assunção, Curuçá, Progresso, Vila Suíça, Miguel Ângelo, Gerassi e São Jorge.

Texto: Redação
Foto: Reprodução/Semasa

0 0 485 24 janeiro, 2018 Santo André janeiro 24, 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *