Um motorista foge de pagar pedágio a cada 15 minutos nas rodovias Anchieta e Imigrantes

Um motorista foge de pagar pedágio a cada 15 minutos nas rodovias  Anchieta e Imigrantes

Postado por: Minha Região ABC

Você já viu alguém ignorar a cabine do pedágio em uma rodovia e passar sem pagar? No SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes) isso é mais comum do que se imagina. Segundo dados da Ecovias, concessionária do sistema rodoviário, a cada 15 minutos, em média, um motorista foge do pagamento da tarifa cobrada para circular nas estradas do complexo viário.

Neste ano, de janeiro a maio, a Ecovias teve 16.850 evasões. A empresa diz que em 2018 houve redução de 56% se comparado ao mesmo período no ano passado, quando foram registradas 37.957. A diminuição nos números se dá por conta dos esforços da concessionária e da Polícia Militar Rodoviária na fiscalização e o uso de tecnologias, diz a Ecovias.

Desde fevereiro, as praças de pedágio do SAI contam com um novo sistema, que captura automaticamente imagens estáticas e em movimento no momento da infração e envia o material para o Departamento de Estradas de Rodagem, órgão responsável pela autuação e aplicação de multas. O equipamento, homologado pelo DER e aprovado pela Artesp (Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo), identifica a placa do infrator e elimina a necessidade da presença do policial no momento da infração.

Para situações em que a placa do veículo está obstruída, o que impede a autuação à distância pelo DER, as imagens são enviadas imediatamente para o posto policial localizado alguns quilômetros à frente das praças de pedágio. Com base nas imagens, o oficial faz a abordagem do motorista fujão, que é obrigado a pagar o valor da tarifa, recebe a multa por evasão e está sujeito ainda à fiscalização de diversos outros itens do seu veículo.

Desde o início da operação, em 15 de fevereiro, mais de 1.503 motoristas foram abordados nas operações realizadas nas praças de pedágio do km 31 da via Anchieta e km 32 da Imigrantes, do km 250 da Cônego Domênico Rangoni e na balança do km 262 da mesma rodovia.

“O trabalho coordenado entre a Ecovias, PMRv, DER e Artesp foi fundamental para chegarmos a este resultado em um espaço de tempo tão curto”, afirma gerente de Atendimento ao Usuário, Ronald Marangon.

Como funciona

Câmeras de alta definição, com tecnologia OCR (Optical Character Recognition), que permite o reconhecimento óptico de caracteres e a identificação das placas dos veículos, realizam trabalho de vídeo-monitoramento, acompanhado por equipe localizada dentro do Centro de Controle de Arrecadação (CCA) da Ecovias. Se por motivo de obstrução, não for possível identificar a numeração da placa, o veículo ainda pode ser identificado por suas características que serão registradas pelas câmeras que estão estrategicamente posicionadas para capturar imagens frontal, panorâmica e traseira do veículo.

Além disso, a eficiência do software permite que a ocorrência seja reconhecida em tempo real ou posteriormente, contudo, em ambos os casos, com a geração da multa por evasão.

Quando o sistema identifica uma situação possível de ser evasão de pedágio, ele separada automaticamente um vídeo com 12 segundos de duração, que possibilita à equipe do CCA conferir a veracidade da ocorrência. Caso seja comprovada a evasão, com apenas um botão a equipe envia a imagem automaticamente para o DER autuar.

A evasão de pedágio é considerada infração grave e gera multa de R$ 127,69, além de cinco pontos na carteira de habilitação, segundo o Código de Trânsito Brasileiro.

Texto: Cadu Proieti

Foto: Divulgação

0 0 270 29 junho, 2018 Minha Região junho 29, 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *